Continua após publicidade

Obra de Rosana Paulino entra para coleção permanente do Tate Modern

Artista paulista é conhecida por sua produção voltada para questões de raça e de gênero. A obra adquirida é o desenho "Caranguejo", da série "Mangue"

Por Redação Bravo!
7 jul 2024, 09h00

A artista paulista Rosana Paulino teve sua obra “Caranguejo”, da série Mangue, incluída na coleção do museu Tate Modern, em Londres, um dos mais prestigiados do mundo. A série de desenhos em grande escala que compõem “Mangue” foi exibida na 35ª Bienal de São Paulo, em 2023.

Em seu perfil no Instagram, ela explicou a escolha de retratar o mangue nos desenhos: “Escolhi o mangue porque é um ambiente que gosto muito, devido às raízes aéreas que são interligadas, uma dependendo da outra. É um bioma onde tudo começa e termina, cheio de significados simbólicos. É um lugar onde a vida encontra a morte, seco e úmido ao mesmo tempo, por causa das marés. É um berçário de várias espécies e também onde a vida termina devido à alta concentração de enxofre derivada da decomposição do próprio mangue. É como se fosse dia e noite.”

rosana-paulino-bienal-coreografias-do-impossivel-serie
Série “Mangue”, na 35a Bienal de São Paulo (Levi Fanan / Fundação Bienal de São Paulo/divulgação)

Rosana tem voltado sua produção para questões sociais, étnicas e de gênero, focando na posição da mulher negra na sociedade brasileira e nos diversos tipos de violência sofridos por essa população.

Continua após a publicidade

Além do Tate Modern, Rosana tem obras em diversos museus pelo mundo, como o MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo; Pinacoteca do Estado de São Paulo; MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand; Malba – Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires; UNM – University of New Mexico Art Museum, New Mexico, USA e Museu Afro Brasil, São Paulo. Recentemente, ela realizou sua maior exposição internacional no MALBA, em Buenos Aires.

Em seu texto em que celebra a mais recente conquista, ela justifica o símbolo do caranguejo. “Há também o Caranguejo, acompanhado por aqueles animais típicos do mangue e fonte de sustento para muitas famílias, com essa característica do caranguejo de se esconder e voltar à vista, trazendo então esse elemento de mistério.”

Publicidade